dezembro, 2009

...now browsing by month

 

Feliz Natal e Prospero Ano Novo!

quinta-feira, dezembro 24th, 2009

Clique na imagem para ampliar!

As correntes por e-mail mudaram minha vida!!!

quarta-feira, dezembro 23rd, 2009


MEUS AMIGOS, MUITO OBRIGADO PELAS 4512 CORRENTES QUE ME FORAM ENVIADAS ATÉ AGORA!!!
NESTE ANO, GRAÇAS A ELAS, TOMEI ALGUMAS ATITUDES QUE MUDARAM MINHA VIDA:
1.
JÁ NÃO SACO DINHEIRO EM CAIXA ELETRÔNICO
PORQUE VÃO ME COLAR UM ADESIVO AMARELO OU JOGAR UMA LINHA NO MEU OMBRO E QUANDO EU DOBRAR A ESQUINA VÃO ME ROUBAR;
2.
JÁ NÃO TOMO COCA-COLA PORQUE ME AVISARAM QUE SERVE PRA LIMPAR MÁRMORE E QUE UM CARA CAIU NO TANQUE DA FÁBRICA
E FICOU TOTALMENTE CORROÍDO;
3.
NÃO VOU AO CINEMA COM MEDO DE SENTAR
NUMA AGULHA CONTAMINADA COM O VÍRUS DA AIDS;
4.
ESTOU COMO UMA INHACA DE GAMBÁ VIOLENTA
PORQUE DESODORANTE CAUSA CÂNCER DE MAMA;
5.
NÃO ESTACIONO O CARRO EM SHOPPING CENTER
COM MEDO DE CHEIRAR PERFUME E SER SEQÜESTRADO;
6.
NÃO ATENDO MEU CELULAR COM MEDO
QUE ALGUÉM PEÇA PARA DIGITAR 55533216450123=T4RH2
E EU TENHA QUE PAGAR UMA FORTUNA DE LIGAÇÃO PARA O IRÃ, OU ENTÃO OUÇA UM ANALFABETO DIZER QUE SEQUESTROU MINHA FILHA ENQUANTO UM OUTRO ANALFABETO BA NDIDO FICA GRITANDO QUE NEM VIADO…..AI PAI, AI PAI;
7.
NÃO COMO MAIS BIGMAC POIS É TUDO FEITO
COM CARNE DE MINHOCA COM ANABOLIZANTE;
8.
NÃO COMO MAIS CARNE DE FRANGO, CHESTER E NEM VOU NO KFC
POIS OS FRANGOS FORAM ALTERADOS GENETICAMENTE, TOMAM HORMÔNIOS FEMININOS E TÊM SEIS ASAS, OITO COXAS E NÃO TÊM BICO, PENAS NEM CABEÇA;
9.
NÃO SAIO COM MAIS NINGUÉM
PORQUE TENHO MEDO DE ACORDAR
NA BANHEIRA CHEIO DE GELO
E SEM MEUS RINS;
10.
REFRIGERANTE EM LATA, NEM PENSAR!!!
TENHO MEDO DE MORRER DE LEPTOSPIROSE DO MIJO DO RATO;
11.
NÃO TENHO MAIS NENHUM TOSTÃO
POIS DOEI TUDO PARA A CAMPANHA EM PROL
DA OPERAÇÃO DA NILDINHA, QUE É UMA MENINA
QUE PRECISA FAZER UMA OPERAÇÃO URGENTE,
QUE SÓ TEM MAIS DOIS MESES DE VIDA (DESDE 1993);
12.
ESCREVI EM 500 NOTAS DE R$1,00 UMA MENSAGEM
PARA A NOSSA SENHORA DA FRIEIRA,
PARA ME DAR MUITO DINHEIRO, E ACABEI PERD ENDO
UMAS 20 NOTAS POIS EU ESCREVI DEMAIS;
13.
ESTE MÊS DEVO RECEBER O MEU CELULAR ERICSSON,
POR TER REPASSADO OS E-MAILS PARA 2366 AMIGOS,
E MÊS QUE VEM RECEBO OS U$1.000,00 DA AOL E DA MICROSOFT,
ALÉM DOS PRÊMIOS DA NESTLÉ;
14.
NÃO BEBO MAIS REFRIGERANTE KUAT,
POIS ELE TEM UMA SUBSTÂNCIA QUE CAUSA CÂNCER;
15.
JESUS E NOSSA SENHORA JÁ DEVEM ESTAR MORANDO
LÁ EM CASA DE TANTA VISITA DELES QUE RECEBO POR EMAIL;

“ENTÃO SEUS CRIADORES DE CORRENTES, SE VOCÊS NÃO PASSAREM ESTA CORRENTE, PARA CENTO E QUINZE MIL AMIGOS, EM EXATOS CINCO MINUTOS, UM ELEFANTE VAI CAGAR NA TUA CABEÇA, E VOCÊ VAI VIVER OUVINDO CALIPSO PARA O RESTO DA VIDA!!!”

Revista Espírito Livre – Edição 9

sábado, dezembro 19th, 2009

Ah! Dezembro chegou, e com ele a reta final de mais um ano. 2009 vai ficando para trás já deixando um gostinho de quero mais em diversos aspectos. Foi um ano movimentado para várias empresas que atuam no mercado de código aberto. Muitas novidades surgiram, código foram abertos, detalhes revelados, documentações liberadas. O próprio lançamento da Revista Espírito Livre neste ano de 2009 foi, é e será motivo de alegria, para mim e para todos que nos acompanham mês após mês.

Pegando o embalo das comunidades de software livre, este mês temos em nossa capa como tema principal as redes sociais, atualmente tão difundidas e utilizadas pela maioria dos internautas e usuários de computador. Nossa entrevista não poderia ser diferente e acompanha o tema. Conversamos com Vicente Aguiar, membro da equipe do Noosfero, plataforma que reune em um só lugar rede social, comunidades e afins. Vários projetos estão aderindo ao código do Noosfero e a rede do popular SoftwareLivre.org é uma delas.

Jomar Silva fala sobre os 10 cuidados que devemos tomar em redes sociais, fazendo assim um alerta aos desavisados ou marinheiros de primeira viagem. Walter Capanema, por outro lado, mostra aos leitores o que fazer, se algum dia alguém clonar o seu perfil em uma rede social.

Uma dupla de “Eduardos”, toma conta da seção sobre gráficos! Luiz Eduardo fala sobre o formato SVG, apresentando suas vantagens e utilização em softwares, enquanto Carlos Eduardo, o Cadunico, fala sobre a criação de tecidos no Inkscape, um software que, por padrão, utiliza o formato SVG. Se tivessem combinado não teria dado tão certo :-)

Nilton Pessanha, que nas primeiras edições foi o responsável pelas capas da Revista Espírito Livre, faz um convite aos leitores, através de sua matéria sobre o uso de programas de simulação em educação e treinamentos. Já Fernando Leme retorna nesta edição falando sobre tecnologia da informação e escolhas políticas, passando pelo conceito de commons e o software apartidário.

Cárlisson Galdino, continua com mais um episódio da Warning Zone, enquanto Clayton Lobato nos mostra um pouco mais sobre o sistema Braille de escrita e leitura, descrito por ele como o mais lindo e colaborativo dos projetos. Lázaro Reinã, que era responsável pelas matérias sobre a Linguagem Lua, fala um pouco sobre podcast, sua mais nova mania! João Marcello, que na edição nº 8 da Revista Espírito Livre apresentou um case bem interessante sobre o “teco” de informática, traz nessa edição um complemento ao artigo original, onde ele relata os 10 mandamentos do usuário, igualmente interessante.

Vocês vão perceber que a agenda está apresentando pouquíssimos eventos para o mês de dezembro e janeiro. Curioso, mas facilmente explicável, estes dois meses trazem poucas opções quanto a palestras, workshops e eventos da área de TI. Entretanto, fechamos a edição com uma bela mensagem de fim de ano!

Continuem nos acompanhando pelo Twitter, Identi.ca e demais veículos, pois em breve novas promoções estarão por aqui! Também fiquem atentos ao site oficial da revista [http://revista.espiritolivre.org], onde sempre tem novidade.

Agradecemos a todos que não foram citados acima e continuamos com o nosso convite aos leitores para participarem do processo de criação da revista, seja divulgando, escrevendo ou revisando. Se quiser saber como ajudar, basta entrar em contato. Boas Festas e nos vemos no mês que vem, já em 2010!

Link para download:

http://www.revista.espiritolivre.org/wp-content/plugins/download-monitor/download.php?id=9


João Fernando Costa Júnior
Coordenador GUBrO-ES – Grupo de Usuários de BrOffice.org do ES / Iniciativa Espírito Livre / Equipe Bestlinux
Linux User #422133
Ubuntu User #16167

Perseguição do Ruindows

quinta-feira, dezembro 3rd, 2009

Estava com meu compadre Fábio em um dos shoppings da nossa capital e estávamos esperando na fila do caixa eletronico do bradesco para fazer uma movimentação bancária e na hora quando chegou a nossa vez o caixa eletronico travou e reiniciou. Será que é perseguição da micro$oft? kkk


Tão bom quanto ter um bom software é ter um bom suporte

quarta-feira, dezembro 2nd, 2009

Hoje em dia, com a popularização dos micro-computadores e as facilidades das novas linguagens de programação, existem inúmeras empresas fornecendo softwares de boa qualidade, bem como outras vendendo lixo com a velha POG(programação orientada a gambiarras). Lixos a parte, vamos nivelar todos como tendo um bom software, o que pode fazer a diferença? Com certeza os Analistas de Suporte vão responder que é ter um bom atendimento de suporte.
O suporte técnico hoje é necessário em todas as empresas que possuem sistemas de automação e gerenciamento ou no mínimo um PC com acesso a internet. Hardwares e softwares são passíveis de problemas, as falhas de hardware acredito eu que sejam as mais fáceis de serem resolvidas pois é só trocar o hardware com problema que tudo volta a funcionar normalmente. Com os softwares o buraco é mais em baixo, uma grande quantidade de possibilidades podem estar causando problemas no funcionamento do mesmo, uma linha de código com erro ou um teste de falhas mau executado pode gerar uma grande dor de cabeça para quem faz e para quem usa o software. As empresas pela dependência que tem, exigem uma alta disponibilidade dos serviços e isso inclui a resposta rápida na solução de problemas.
Mais especificamente nos softwares comerciais, pois posso falar por experiencia própria, tenho visto muitas falhas nos atendimentos de suporte por Software House de ERPs, CRMs, automação, etc. Muitas delas não se deram conta da dependência que as empresas que as contratam tem de seus softwares e quando eles param por algum motivo é um Deus nos acuda. A primeira coisa a ser feita é ligar pro suporte e este deve ter competência para resolver o problema o mais rápido possível. Mais isso não é o que acontece em uma boa parte dos casos, infelizmente algumas não preparam-se para prestar um bom serviço de pós-vendas do software. Um sistema parado pode causar muitos transtornos a uma empresa, desde percas financeiras e principalmente insatisfação dos clientes, recentemente podemos citar o caso da empresa de aviação TAM que amargou atrasos em 40% dos seus vôos por causa de uma atualização de software(http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2009/11/19/ult5772u6244.jhtm).
Nas empresas por onde passei sempre tive problemas com Software Houses na questão de soluções rápidas para os problemas, algumas delas até hoje não sabem determinar prioridades nos atendimentos. Sem falar que muitas começam o atendimento empurrando o problema para outro rumo, pois assim conseguem ganhar mais algum tempo, tipo: “Isso não é problema de software, nosso software está perfeito, isso é problema de rede!” sem nem procurar inteirar-se do problema. A grande maioria dos problemas acontecem nas atualizações de versões, as Software Houses não fazem testes adequados e enviam para seus clientes versões recheadas de bugs causando prejuízos incontáveis aos seus clientes. O pior mesmo é na hora que tem que procurar o suporte, muitos atendem mal, outros não tem conhecimento suficiente para atender e ficam tentando adivinhar o qual é problema e demoram séculos para solucionar o problema. Não existe software perfeito, todos acontecem problemas e o diferencial está na hora de prestar o suporte. Hoje mesmo eu tive que fazer a atualização de um dos módulos do sistema ERP da empresa que trabalho quatro vezes, um absurdo, cada versão nova vinha com um erro diferente e no final do dia conseguiram resolver o problema sem bug, foi o dia todo de transtornos para os clientes e para os operadores.
As Software Houses precisão ser mais profissionais na hora de prestar suporte aos seus produtos e oferecer um serviço de pós-venda que não deixem seus clientes na mão. O atendimento faz toda a diferença.