maio, 2010

...now browsing by month

 

Lançada edição n.14 da Revista Espírito Livre!

segunda-feira, maio 31st, 2010
Revista Espírito Livre - Ed. n #014 - Maio 2010

Revista Espírito Livre - Ed. n #014 - Maio 2010

O aniversário da Revista Espírito Livre passou e conseguimos nos consolidar como uma publicação mensal de qualidade, respeito e querida pelos nossos leitores. A cada mês chegam mais e mais comentários nos incentivando a continuar, nos dando um feedback positivo em relação as matérias veiculadas nas edições, pedindo que por favor, diminuamos o número de páginas pois não está dando tempo de acompanhar tanta coisa. Considero este pedido em especial um elogio pois não é nada fácil manter uma publicação mensal, e se ela apresenta o leitor uma quantidade tão grande e rica de material que o mesmo não dá conta de acompanhar, sinal que estamos no caminho certo. Recomendamos porém que estes que não dão conta de ler tudo, que tenham calma, pois a edição não precisa ser devorada em um mês, recorra a ela sempre que necessário. Tivemos algumas baixas em nosso time, mas também ganhamos vários novos colaboradores. Nossa equipe vai se renovando e se fortalecendo a cada dia, prova de nosso amadurecimento e empenho diário em entregar aos leitores uma publicação de qualidade e gratuita.

A edição deste mês de maio traz em sua capa o tema amplamente difundido, confundido e polêmico: P2P. Salvação para muitos e tormento para outros, o P2P mostra que chegou para ficar, sendo usada de diversas formas, não somente para troca de arquivos entre pares, ou ainda confundida com uma tecnologia a serviço do crime. Nas próximas páginas o leitor se deparará com relatos, entrevistas e matérias que demonstram que o P2P pode ser usado como um aliado às tecnologias hoje existentes. Josh Bernard, que é um de nossos entrevistados da edição, utilizará BitTorrent para promover e distribuir sua próxima produção, uma série de TV chamada Pionner One. Também conversamos com Andrew Resch, desenvolvedor do Deluge, um software para compartilhamento de arquivos em BitTorrent. Walter Capanema comenta exatamente sobre o BitTorrent ser uma ferramenta para compartilhamento ou para pirataria, uma discussão que vai longe… Jomar Silva inclusive diz que combater as redes P2P para impedir o compartilhamento é matar o mensageiro e não a mensagem. Alexandre Oliva também diz que o compartilhamento de obras culturais é natural do ser humano e que embora muitos tenham recorrido a modelos cliente/servidor, como é caso do BitTorrent, para ganhar acesso a obras através de bibliotecas, as práticas de empréstimo, doação, escambo e venda de obras diretamente entre pares é ainda mais antiga que a escrita.

Batemos um papo com Carlos Eduardo do Val, autor do livro Ubuntu – Guia do Iniciante, já mencionado por aqui. Ele nos fala como teve a ideia de escrever o livro, suas motivações, entre outros. Também conversamos com Salsaman, figura conhecida já no cenário nacional/internacional por diversos motivos, entre eles ajudar no desenvolvimento do editor de vídeo LiVES. Krix Apolinário apresenta aos leitores um dia tranquilo na vida de uma sysadmin, algo meio difícil de imaginar! Edgard Arthur Michel fala de seu projeto, o CrowdLabore que reune Crowdsourcing e Colaboração. Wilkens Lenon levanta uma questão interessante sobre o software livre como paradigma da liberdade da rede enquanto Ricardo Martiniano fala do recente protesto de comunidades Linux no Orkut. Miguel Koren apresenta o OpenBravo, uma solução bastante eficiente de ERP para empresas. Igor Morgado descreve um processo interessante para backups no Ubuntu, situação que rotineiramente nos envolve. Conversamos ainda com David LeDuc, da ODF Alliance, que expõe muito bem estes 5 primeiros anos de ODF, um formato aberto para documentos.

Confesso que às vezes fica até difícil comentar sobre todos que ajudaram na edição, porém extendo meus agradecimentos a todos que contribuiram direta ou indiretamente para mais um número da Revista Espírito Livre, citados aqui ou não. Sem vocês, nunca chegaríamos onde chegamos. Nos vemos por aí, partilhando conhecimento… sempre.

Clique para fazer o download

Clique para fazer o download

Um breve relato do 1o. Dia do IV ENSOL

sexta-feira, maio 7th, 2010

IV Ensol

IV Ensol - Estação Cabo Branco Ciência Cultura e Artes

Apesar de todas as dificuldades que se tem de realizar um evento na nossa Paraíba, com a realização do IV ENSOL obtemos a certeza de que quando se quer tudo pode. Não é fácil realizar um evento de Software Livre, ainda mais na Paraíba onde tudo é mais complicado. Começa logo pela disponibilidade de vôos para o nosso estado que além de serem escassos, são bem mais caros. Estrutura física para realizar eventos também é uma dificuldade, mas graças a Deus temos a Estação Cabo Branco Ciências Cultura e Artes em João Pessoa. Mesmo com toda a imponência da Estação Ciência, uma grande obra de Oscar Niemeyer, sentimos a falta de um centro de convenções e por isso almejamos a conclusão do Centro de Convenções de João Pessoa para que nos eventos futuros os organizadores não passem sufoco com a organizações de eventos.

O IV ENSOL está bombando e se solidifica como um dos maiores eventos de Software Livre do país e por isso exige um espaço mais amplo onde possa acomodar as comunidades, os patrocinadores, imprensa, movimentos culturais, etc.

No primeiro dia de evento, o comparecimento das comunidades e usuários de software livre foi marcante e apesar do primeiro dia ser aberto ao público a fila para o credenciamento foi enorme e causou um certo desconforto aos participantes por terem de ficar na fila em pleno sol paraibano. Mas em nenhum momento culpo a organização do evento por este desconforto, o problema é que os recursos que temos são estes e não é nada demais pegar um solzinho de vez em quando.

A organização do ENSOL está de parabéns, com todas as dificuldades conhecidas está conseguindo realizar um grande evento, trazendo grandes nomes do Software Livre do Brasil e do Mundo para a nossa Paraíba.

Auditório lotado na solenidade de abertura do IV ENSOL

Auditório lotado na solenidade de abertura do IV ENSOL

A solenidade de abertura contou com a presença de representantes de comunidades do Software Livre, de entidades governamentais e privadas. Anahuac um dos criadores do G/LUG-PB – Grupo de Usuários Gnu Linux da Paraíba e idealizadores do ENSOL conclamou o grito de ordem: “Software Livre”.

Palestra MadDog

Palestra MadDog

Logo após deu inicio a palestra de Jon “MadDog” Hall, ele falou do início do Software Livre e sua evolução ao longo dos tempos, além do Projeto Cauã que pode criar de 2 a 3 milhões de empregos no país. O Projeto Cauã não é só inclusão digital, é também economia, pois com o projeto de computadores de baixo custo com ThinClient’s reduzirá drasticamente o consumo de energia e sendo assim pretende conectar todos os computadores de forma a criar uma grande bolha de rede sem fio. Cada ThinClient também será um roteador e compartilhará parte da sua banda de rede para os demais usuários. Esse projeto será a revolução do Software Livre.

Palestra Hygo Reinaldo

Após a palestra de MadDog, participei da palestra de Hygo Reinaldo sobre criação de filtros de pacotes com software livre no espaço da Desconferência, bastante técnica a sua palestra, ele deu dicas preciosas de como configurar filtros de pacotes com iptables.

Finalizando, este foi um pequeno resumo do primeiro dia de participação no IV ENSOL que promete dar continuidade nos próximos dias com magnitude.