outubro 13th, 2011

...now browsing by day

 

O legado de Dennis Ritchie

quinta-feira, outubro 13th, 2011

Dennis MacAlistair Ritchie, mais conhecido como o criador da linguagem de programação C e co-criador do sistema operacional UNIX, faleceu no último dia 8 de outubro aos 70 anos de idade, após um longo período em que esteve enfermo por uma doença não divulgada. A notícia de sua morte veio de um antigo colaborador e colega do inventor, Rob Pike, que em seu Google+escreveu: “Acredito que existem pessoas que apreciarão o alcance de suas contribuições e lamentarão sua morte apropriadamente. Ele era um homem muito simples e privado, mas também meu amigo, colega e colaborador, e o mundo perdeu de fato uma grande mente”.

O trabalho de Ritchie com Ken Thompson no desenvolvimento do sistema operacional UNIX é reconhecido publicamente como uma das maiores contribuições para a tecnologia, a dupla recebeu algumas condecorações pelo sistema, como o Prêmio Turing em 1993, a medalha IEEE Hamming em 1990, a Medalha Nacional da Tecnologia dos Estados Unidos em 1999, e o Prêmio do Japão para Informação e Comunicação em 2011.

O UNIX surgiu de uma tentativa de Ritchie e seus colaboradores de criar um sistema operacional mais simples e limpo, como uma reação à “síndrome dos grandes sistemas” pela qual passavam as plataformas da época. Desde o princípio de seu surgimento, nos escritórios da Bell Labs durante a década de 70, o UNIX redefiniu a maneira como as pessoas pensavam em sistemas operacionais. O UNIX não era apenas código, mas uma cultura baseada em torno de ideias como a interconexão de pequenos programas através de pipes. Foi a cultura Unix que inspirou Linus Torvalds à criar o Linux, um sistema operacional aberto baseado em UNIX. A linguagem C, em que o UNIX foi escrito, se tornou a linguagem de facto para a programação de sistemas operacionais, aplicativos e dispositivos embarcados e ainda é uma das linguagens mais populares do mundo. Ritchie uma vez afirmou que sua criação, o “C é temperamental, defeituoso e um enorme sucesso”.

Como afirmou Tim Bray (editor da espeficicação XML), Ritchie também trouxe ao mundo a ideia de introduzir novas linguagens com um programa “Hello world”, strings de bytes terminadas por um caractere nulo, criar processos através da duplicação de outros já existentes e escrever sistemas operacionais para serem compilados em uma linguagem de programação independente da linguagem de máquina. “É impossível – absolutamente impossível – exagerar a dívida que minha profissão tem com Dennis Ritchie”, afirmou Bray, “estamos vivendo em um mundo que ele ajudou a inventar há mais de trinta anos”.

FONTE

RIP Dennis Ritchie – 1941 – 2011

quinta-feira, outubro 13th, 2011

Dennis Ritchie, criador da linguagem C (desenvolvida inicialmente por ele entre 1969 e 1973) e co-criador do Unix (juntamente com Ken Thompson) faleceu no último final de semana, após uma longa enfermidade. Ritchie aposentou-se em 2007 como pesquisador na Lucent (então proprietária dos antigos Bell Labs, onde nasceu o Unix), mas permanecia atuando como consultor.

Nós usuários de um clone do Unix devemos muito às suas ideias originais e ao esforço que fez para disseminar a linguagem C e o sistema operacional Unix.

Tive oportunidade de escrever há pouco tempo no developerWorks sobre uma das últimas homenagens recebidas pessoalmente por Ritchie em honra ao seu papel na origem do Unix: o Prêmio Japão, entregue anualmente a pessoas de todas as nacionalidades cujas realizações em ciência e tecnologia sejam reconhecidas como tendo feito avançar as fronteiras do conhecimento e servido à causa da paz e prosperidade para a humanidade.

Segundo a descrição publicada pela fundação japonesa que administra o prêmio, “comparado a outros sistemas operacionais mais conhecidos na época, seu novo e avançado SO era mais simples, mais rápido e apresentava um amigável sistema de arquivos hierárquico”. A fundação também reconhece no UNIX uma das forças que impulsionaram o desenvolvimento da Internet, em grande parte devido ao BSD, a versão expandida que foi desenvolvida no campus de Berkeley da Universidade da Califórnia e que incluía o protocolo TCP/IP, fato que também levou ao surgimento da cultura Open Source.

Descanse em paz, Dennis Ritchie. Suas contribuições para o desenvolvimento da informática e tecnologia frutificaram de maneiras que você acompanhou ao longo de décadas de vida, e ainda por muito tempo seu nome será lembrado e associado a uma obra que certamente mudou o ambiente tecnológico de várias maneiras positivas e duradouras.

FONTE

O que faz do Ubuntu 11.10 tão legal?

quinta-feira, outubro 13th, 2011