abril, 2012

...now browsing by month

 

As novidades do Ubuntu 12.04 “Precise Pangolin”

quinta-feira, abril 26th, 2012

HUD no Ubuntu 12.04.

O Ubuntu 12.04 “Precise Pangolin” foi lançado hoje, trazendo muitas melhorias para a nossadistribuição Linux favorita. Ele tem uma nova função de busca rápida chamada HUD, algumas configurações de privacidade novas, pequenos aperfeiçoamentos na interface Unity e mais.

Esta é outra atualização do tipo “Long Term Support” (LTS), que significa que a Canonical dará suporte a ela por mais tempo do que em outras versões — cinco anos, para ser exato. Isso também costuma significar muitos novos recursos, embora dessa vez pareça ter havido uma preocupação maior com polimento do que com qualquer outra coisa. De qualquer forma, o HUD sozinho já é motivo para mandar ver na atualização. Façamos um tour por todas as novidades do Ubuntu:

O HUD torna a pesquisa por itens de menus super fácil

HUD no Ubuntu 12.04.Você já se viu em uma situação onde estava usando um programa, queria algo específico que você sabiaque estava em um dos seus menus, mas não tinha ideia de em qual deles? O novo HUD resolve esse problema. Apenas aperte a tecla Alt e a barra de pesquisa aparecerá no canto superior esquerdo da tela. De lá você pode digitar o que está em busca e ele retornará quaisquer itens de menu que batam com o que foi digitado. Se você já usou um Mac, é quase como a barra do Spotlight que você tem abaixo do menu “Ajuda” de aplicações individuais. É bem útil.

Novas opções de privacidade mantêm suas informações contigo

Privacidade no Ubuntu.Uma coisa legal da Dash da Unity é que com ela você pode pesquisar por arquivos, pastas e programas abertos recentemente com muita facilidade. Entretanto, se você quiser que algumas das suas atividades não sejam registradas e fiquem fora do radar, o Precise tem novas configurações de privacidade que lhe permitem isso. Indo em Configurações do Sistema > Privacidade, você pode ignorar certos formatos de arquivos, ignorar atividades em pastas determinadas ou ignorar atividades com certos aplicativos. Você pode até mesmo desativar absolutamente tudo se você não quiser o recurso. Em tempos onde todo mundo tem passado vexame com escândalos e falhas de privacidade, é bem bacana o fato de a Canonical ter adicionado um painel de preferências relacionadas ao tema tão acessível a qualquer pessoa.

Melhorias gerais na interface Unity

Lente Vídeo.Quer você a ame ou odeie, a Unity veio para ficar e a nova versão tem algumas melhorias que a deixa um pouco mais interessante para nós que ainda estamos em cima do muro. No topo da lista, a nova lente Vídeo para o Dash (você se lembra das lentes?), a qual busca não apenas vídeos guardados no seu computador mas também online. Isso quer dizer que você não precisa mais ir à Amazon, Vimeo ou TED Talks em seu navegador para pesquisar por vídeo — apenas clique na tecla Super (Winkey na maioria dos teclados), depois na lente Vídeo e comece a digitar. Infelizmente, ela ainda não pesquisa todo o YouTube, apenas o YouTube Movies e YouTube Shows, mas esperamos que isso mude ou que alguém crie um add-on no futuro próximo.

Você também verá que o Nautilus agora tem um belo e robusto menu com o botão direito do mouse na dock da Unity, o que é ótimo, mais alguns efeitos de combinação de cores legais se você tiver uma máquina poderosa o bastante. O painel de configurações de Aparência também tem algumas específicas para a Unity, como o auto-ocultar do lançador.

Touchpads com botões embutidos funcionam um pouco melhor

Trackpad de um MacBook.Durante muito tempo o Ubuntu teve problemas com dispositivos ClickPad, onde o touchpad em si é o botão do mouse (como os encontrados nos MacBooks). No Precise, dispositivos ClickPad são totalmente suportados. Finalmente você pode clicar no botão, embora ele ainda mova um cursor um pouco com um segundo dedo no trackpad. Em versões anteriores do Ubuntu, ele tinha problemas em reconhecer o segundo dedo. Infelizmente, o suporte a trackpads ainda não chegou lá. Ainda que cliques e o ato de arrastar funcionem bem em geral, a Canonical parece ter ignorado completamente o uso regular do mouse. Se você tiver o dedão na parte de baixo do trackpad, não pode mover o mouse com um segundo dedo. A coisa toda se apresenta de forma nada natural e meio precária, dá a sensação de que é um trabalho ainda em andamento. Esperamos que essa área melhor logo — e agora temos a certeza de que pelo menos estão prestando atenção nisso.Foto por Ryan Bailey.

Rhythmbox volta a ser o player de música padrão

Nós realmente curtíamos o Banshee como player de música padrão no Ubuntu, mas na versão 12.04 eles voltaram a ter como padrão o estável e popular Rhythmbox. A maior novidade aqui é que a Ubuntu One Music Store está disponível de novo no Rhythmbox, então usuários do Ubuntu One são os únicos afetados de verdade — todos os demais podem continuar usando o player de música que quiserem, numa boa.

Ubuntu One tem algumas opções a mais

Por fim, usuários do Ubuntu One também verão que a interface do cliente do Ubuntu One mudou um pouco e agora está mais parecida com a sua contraparte para Windows. Você também tem, agora, a opção de escolher quais pastas quer sincronizar com a sua máquina, o que é bem legal.

***

Além do fato de ser uma versão LTS, não há uma tonelada de grandes mudanças no Ubuntu 12.04, ainda que o HUD seja bom o suficiente para justificar um upgrade o mais rápido possível. Dê uma olhada no changelog da Canonical para a lista completa de mudanças ou baixe logo a nova versão e experimente você mesmo. Se você topar com alguma outra novidade não listada acima, comente-a aí embaixo, ok?

FONTE

checklist_sysadmin_fundamental

quarta-feira, abril 25th, 2012

Objetivo

Descrever o diagnóstico fundamental de um ambiente linux passo-a-passo.

Por quê devemos usar checklists?

O uso de checklist evita que sejam feitos diagnósticos imprecisos, ele pode ser um grande aliado se for uso regularmente.

Quando devo usar o checklist?

Sempre, de preferência execute o checklist antes de avançar para algo mais complexo ou para avaliação do sistema com problema, na maioria dos casos o problema será encontrado durante o checklist.

Checklist

ambiente gnu/linux

00. Verificar conexões

máquina física

  • Cabos de rede estão conectados corretamente?
  • E os demais cabos?

máquina virtual

  • Olhar no Hypervisor (VMWARE/XEN) se há algum alerta no ambiente que possa afetar a VM
  • Olhar no Hypervisor (VMWARE/XEN) se não há algum alerta relativo a VM
  • Verificar se a interface de rede da VM esta devidamente conectada, ativada e configurada no Hypervisor.

01. Verificar interfaces de rede

  • Estão ativadas no Linux?
  • Estão configuradas corretamente, Ipv4/Ipv6, máscara?
  • Velocidade (auto-negociacao) está ativado, veja se está rodando 10 ou 10/100 ou 10/100/1000 ou 10/100/1000/10000

02. Verificar rotas

  • As rotas para suas filiais ou redes externas estão configuradas?
  • Está com o gateway padrão configurado?

03. Verificar DNS

  • Existe o arquivo /etc/resolv.conf
  • Os servidores de nome estão configurados corretamente?
  • Consegue resposta ao comando: $ dig slashdot.org

04. Verificar logs

Verifique os arquivos:

debian

  • messages
  • daemon
  • syslog
  • auth.log
  • kernel.log
  • user.log

Algo anormal?

centos

  • messages
  • secure
  • boot
  • dmesg

Algo anormal?

05. Verificar saída do dmesg

  • Vê alguma mensagem anormal?

06. Verificar partições

  • Verifique o /etc/fstab
  • Todas as partições estão/foram montadas?
  • Nenhum erro de FS no DMESG?

07. Verificar uso de disco

  • Alguma partição está com 100% de uso? (df -h)

Este é o problema mais comum, com partições cheias – principalmente o var – alguns sistemas param de funcionar.

08. Verificar sistema

Usando comandos: UPTIME, TOP, UNAME e PS

  • a carga do sistema está normal? (top)
  • o consumo de memória está normal? (top)
  • o consumo de cpu está normal? (top)
  • o uptime é recente, então máquina acabou de reiniciar? (top/uptime)
  • caso a máquina tenha reiniciado subiu o kernel correto? (uname)
  • algum processo estranho/anormal rodando? (ps aux)

09. Verificar WHO

  • Quem está conectado?
  • Caso alguém esteja conectado, está fazendo o que?

10. Verificar LAST

  • Quem conectou recentemente?

serviço

00. verifique o serviço

verifique se o serviço está rodando

no centos/rhel voce pode usar

service servico status

no debian/ubuntu

/etc/init.d/servico status

ou verifique os processos rodando (método universal)

ps aux | grep servico

exemplos:

[root@mini httpd]# ps aux|grep httpd
root      9601  0.0  1.0 286816 10432 ?        Ss   09:20   0:00 /usr/sbin/httpd
apache    9603  0.2  1.3 292084 14096 ?        S    09:20   0:16 /usr/sbin/httpd
apache    9604  0.3  1.1 289848 11620 ?        S    09:20   0:20 /usr/sbin/httpd
apache    9605  0.3  1.2 290372 12404 ?        S    09:20   0:21 /usr/sbin/httpd
apache    9606  0.2  1.3 291664 13904 ?        S    09:20   0:15 /usr/sbin/httpd
apache    9607  0.2  1.3 291572 13808 ?        S    09:20   0:19 /usr/sbin/httpd
apache    9608  0.3  1.4 292684 14680 ?        S    09:20   0:21 /usr/sbin/httpd
apache    9609  0.3  1.3 292308 14240 ?        S    09:20   0:21 /usr/sbin/httpd
apache    9610  0.2  1.4 293448 15220 ?        S    09:20   0:19 /usr/sbin/httpd
apache   10081  0.3  1.2 291108 13076 ?        S    09:49   0:15 /usr/sbin/httpd
apache   10117  0.2  1.2 291232 12880 ?        S    10:34   0:07 /usr/sbin/httpd
root     10153  0.0  0.0 103232   880 pts/0    S+   11:16   0:00 grep httpd

01. verifique as portas

  • cheque se as portas tcp estão em modo listen (netstat -ntpl)
  • checando portas udp estão em modo listen (netstat -nupl)
  • veja se está aceitando conexoes (telnet ip porta)

exemplo de netstat

[root@mini log]# netstat -ntpl|grep sshd
tcp        0      0 0.0.0.0:22                  0.0.0.0:*                   OUÇA       3079/sshd           
tcp        0      0 :::22                       :::*                        OUÇA       3079/sshd

exemplo de telnet

[root@mini log]# telnet localhost 22
Trying ::1...
Connected to localhost.
Escape character is '^]'.
SSH-2.0-OpenSSH_5.3
^C
Connection closed by foreign host.

02. verificar logs

observe os logs do seu serviço e procure por problemas, veja o exemplo abaixo do apache

tail -f /var/log/httpd/access_common

no caso de logs de acesso comum, veja se nao há comportamento suspeito como excesso de conexões simultâneas vinda de uma rede ou host (DoS).

10.138.24.2 - - [10/Apr/2012:10:11:22 -0300] "GET /includes/css/OrderDesc.png HTTP/1.1" 304 -
10.138.24.2 - - [10/Apr/2012:10:11:22 -0300] "GET /includes/imgs/sla1.png HTTP/1.1" 304 -
10.138.24.2 - - [10/Apr/2012:10:11:22 -0300] "GET /ocomon/geral/abertura.php HTTP/1.1" 200 32132
10.138.24.2 - - [10/Apr/2012:10:11:22 -0300] "GET /includes/css/estilos.css.php HTTP/1.1" 200 10703
10.138.24.2 - - [10/Apr/2012:10:11:23 -0300] "GET /includes/icons/help-16.png HTTP/1.1" 304 -
10.138.24.2 - - [10/Apr/2012:10:11:23 -0300] "GET /includes/css/header_bar3.png HTTP/1.1" 304 -
10.138.24.2 - - [10/Apr/2012:10:11:23 -0300] "GET /includes/css/OrderDesc.png HTTP/1.1" 304 -
10.138.24.2 - - [10/Apr/2012:10:11:23 -0300] "GET /includes/imgs/sla1.png HTTP/1.1" 304 -
10.138.24.2 - - [10/Apr/2012:10:11:23 -0300] "GET /ocomon/geral/abertura.php HTTP/1.1" 200 32132
10.138.24.2 - - [10/Apr/2012:10:11:23 -0300] "GET /includes/css/estilos.css.php HTTP/1.1" 200 10703

observe também os logs de erros

tail -f /var/log/httpd/error_log

neste caso avalie o que está acontecendo, assim que você entender o problema poderá planejar a solução, pesquise e busque referências no google se necessário for.

  [Sun Apr 22 04:16:19 2012] [error] [client 10.138.2.20] PHP Warning:  date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. 
  You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. 
  In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. 
  We selected 'America/Sao_Paulo' for 'BRT/-3.0/no DST' instead in /srv/ocomon/includes/classes/dateOpers.class.php on line 305, 
  referer: http://sisaos.instituto.df/ocomon/geral/abertura.php

03. banco de dados

a máquina de aplicação está conseguindo alcançar a máquina que roda o sgbd?

ping banco de dados

a máquina de aplicação está conseguindo se conectar ao sgbd?

telnet ip-do-banco porta

o usuário tem permissão para se conectar ao banco, no ip, a partir do host?

mysql -u usuario -p nomedobanco -h ip-do-banco
psql  -U usuario -h ip-do-banco -d nomedobanco -W

no caso do postgres verifique se você precisa liberar o host no pg_hba.conf, veja se o usuário configurado tem permissão para uso do banco.

no caso do mysql verifique se você precisa liberar o host no grant, veja se o usuário configurado tem permissão para uso do banco.

04. url para apps web

Se for uma APP web, acesse a URL e veja se retorna algum erro, erros comuns são:

codigo significado
400 Bad Request
403 Forbidden
404 Not Found
407 Proxy Auth Required
408 Request Time Out
415 Service Unavailable
500 Internal Server Error
503 Service Unavailable
507 Insufficient Storage

Observe os erros, entenda e planeje a solução.

Referências