Linux aumenta participação em desktops, aponta pesquisa

Written by Alessandro Moura on janeiro 10th, 2012

Segundo levantamento da consultoria Net Applications, sistema de código aberto viu fatia no mercado subir de 0,97% para 1,41% em seis meses.

As perspectivas do Linux como sistema operacional para desktops tem sido um ótimo tema para debates, com algumas pessoas dizendo que ele nunca ultrapassaria 1% do mercado, enquanto outros afirmam que o sistema de código aberto já fez isso.

Nesta época cada vez mais móvel, com smartphones e tablets, não está claro se ainda há razão para tais discussões. O assunto também tornou-se cansativo, principalmente porque o sistema nunca pode ser comparado de forma conclusiva sem estatísticas de vendas ou outras formas de medição relativamente definitivas para provar a extensão de uso do Linux em desktops.

Mas na semana passada a consultoria Net Applications – que estava por trás de muitas das informações sobre o 1% de uso do sistema – publicou novos dados sugerindo que o uso do Linux em desktops deu um salto nos últimos meses. Deixando de lado as questões da presença dos desktops no mercado, é um sinal interessante da mudança de tempos.

A Net Applications é uma fonte frequentemente citada quando o assunto é a participação no mercado de browsers, sistemas, ferramentas de busca e mais. Para coletar esses dados, a companhia estuda os visitantes da sua rede de clientes HitsLink Analytics e SharePost, que possuem mais de 40 mil sites ao redor do mundo.

O que é particularmente interessante no contexto do Linux são os dados que a Net Applications acaba informar sobre dezembro de 2011. Mais especificamente, o serviço NetMarketShare afirma que o Linux respondeu por 1,41% do mercado de desktops, seguindo um crescimento estável que começou em agosto do ano passado.

Após alcançar 0,97% em julho, o Linux subiu para 1,07% em agosto, 1,11% em setembro, 1,19% em outubro e 1,31% no mês seguinte, informa a Net Applications. Por fim,chegou aos 1,41% no último mês de 2011.

Esse pode parecer um número bem pequeno – menor ainda do que os 6,36% do Mac OS, da Apple – mas não há como negar que é um pulo bem grande em pouco tempo.

Além disso, os números também começam a ficar mais em sintonia com os dados divulgados por outras fontes. A W3Counter, por exemplo, colocou os Linux que não são Android em 1,64% do mercado em dezembro.

Já o relatório Traffic Analysis Report, da Wikimedia, informa que no último mês de outubro o sistema de código aberto chegou a 3,48% do mercado, enquanto que o site de notícias The H (também citado no relatório da Net Applications) notou que os usuários do Linux agora respondem por 25,36% do seu próprio tráfego.

FONTE

 

1 Comments so far ↓

  1. Robson disse:

    eu previa isso tanto que a Dell e Hp ja disponibiliza um casamento com linux agora eu não sei se é Ubuntu mais deixo claro eu sempre dependi do Windows ainda dependo mas maquinas aqui de casa é tudo Ubuntu e relato que até meus irmão que nunca mechei no linux gostou dele que esta aprendendo a conhecer melhor o sistema Linux ainda utilizo o Windows trabalho com administraçao de computadores en rede em breve mudadei tudo para linux bela fonte de matéria.

Leave a Comment





captcha service